21 de fevereiro de 2017

Estação Adolfo Pinheiro do Metrô fecha após novo descarilamento

Compartilhe
Problema impede circulação de trens na Linha 5-Lilás, entre as estações Largo Treze e Adolfo Pinheiro, na Zona Sul de São Paulo.

A estação Adolfo Pinheiro do Metrô, em Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo, amanheceu fechada nesta terça-feira (21) por causa de um novo descarrilamento no Metrô de São Paulo. Devido ao problema, os trens não circulam na Linha 5-Lilás, entre as estações Largo Treze e Adolfo Pinheiro.
O Metrô diz ter iniciado a Operação Paese, disponibilizando cinco ônibus articulados para realizar o trajeto entre as duas estações.

Trata-se de um novo descarrilamento ocorrido menos de um mês após um trem sair do trilho na Linha 3-Vermelha no dia 7 de fevereiro, o que resultou no fechamento de várias estações na Zona Leste de São Paulo.

Nesta terça, a circulação é normal nos demais trechos da Linha 5-Lilás, entre as estações Capão Redondo e Largo 13.

Às 6h30 não havia nenhum funcionário do Metrô na estação Adolfo Pinheiro para orientar as pessoas, que encontravam os portões fechados.

Dentro da estação havia um aviso de que a circulação estava paralisada, sem previsão para normalização. No horário, técnicos do Metrô chegavam à estação para avaliar o problema e o reparo.

G1

17 de fevereiro de 2017

Obras alteram circulação dos trens neste fim de semana

Compartilhe
Confira a programação e antecipe sua viagem


Neste final de semana, dias 18 e 19 de fevereiro, a CPTM prosseguirá com as obras em algumas de suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e planeje sua viagem:

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Franco da Rocha e Francisco Morato. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Francisco Morato será de 24 minutos.


Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)
                                        
Domingo:  das 7h às 17h, em razão das obras de modernização das estações Jardim Silveira e Jardim Belval, o intervalo médio dos trens entre as estações Carapicuíba e Itapevi será de 20 minutos.


Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Domingo: das 4h à meia-noite, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Vila Olímpia e Granja Julieta. Das 9h às 19h, o intervalo médio dos trens será de 30 minutos em toda a linha. Nos demais horários, o intervalo será de 25 minutos.  


Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 7h às 18h, ocorrerão serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. O intervalo médio dos trens entre as estações Mauá e Rio Grande da Serra será de 20 minutos. 


Linha 11-Coral – Extensão (Guaianases – Estudantes)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Guaianases e Ferraz de Vasconcelos. O intervalo médio dos trens será de 22 minutos entre as estações Guaianases e Estudantes.


Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado e Domingo: das 20h de sábado até o fim da operação de domingo, estão programadas obras de modernização nos equipamentos de via permanente, no sistema de rede aérea e de implantação da Linha 13-Jade entre as estações Engenheiro Goulart e Comendador Ermelino. O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 35 minutos.

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Fim do horário de verão: os trens vão operar por uma hora a mais de sábado (18) para domingo (19), quando os relógios serão atrasados em uma hora. Com a mudança de horário, os passageiros poderão embarcar até a 1h do novo horário, na madrugada de domingo.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.


CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

Estação Júlio Prestes recebe locomotiva histórica

Compartilhe
Exposição homenageia os 150 anos da São Paulo Railway, primeira ferrovia paulista, e os 25 anos da CPTM


Para os amantes da ferrovia, o final de semana em São Paulo será bem animado. A partir desde sábado (18), das 9h às 17h, a Estação Júlio Prestes, na Linha 8-Diamante, receberá a histórica locomotiva Berkshire.

A composição ficará exposta na plataforma 3, acompanhada de um carro de madeira (vagão) que estará aberto à visitação. Além de fotografar a locomotiva, os usuários poderão conferir a exposição sobre a história da ferrovia montada na plataforma e também entrar no carro de madeira. Monitores orientarão o público durante a visitação.

A exposição é resultado de uma parceria entre a CPTM e a ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária), para as comemorações dos 150 anos da primeira ferrovia de São Paulo e dos 25 anos da CPTM.

A locomotiva permanecerá na Estação Júlio Prestes até o dia 26 de fevereiro, sempre das 9h às 17h, na plataforma 3, área paga da estação.

Locomotiva Berkshire

A locomotiva de rodagem 2-8-4T, conhecida também como “Berkshire”, foi fabricada pela North British Locomotive em 1938, na Escócia. A São Paulo Railway, primeira ferrovia do Estado de São Paulo, possuía 30 locomotivas deste modelo classificada como “Classe J”. Originalmente as composições usavam carvão e lenha como combustível. No final dos anos 1940, algumas unidades foram convertidas para queima de óleo combustível.

Em 1956, os modelos 2-8-4T foram aposentados. A locomotiva nº 91, modelo exibido na Estação Júlio Prestes, sobreviveu por ter sido usada como caldeira geradora de vapor nas oficinas da Lapa. Trata-se do único exemplar a vapor convencional, adquirido pela SPR no século XX, e que foi preservado.

São Paulo Railway

A São Paulo Railway Company (SPR) foi a primeira ferrovia construída em São Paulo e sua inauguração aconteceu em 1867. A ferrovia, com 159 km, ligava os municípios de Santos e Jundiaí, tendo como ponto de passagem a cidade de São Paulo. A linha férrea cruzava cidades como Cubatão, Paranapiacaba, Rio Grande da Serra, Ribeirão Pires, Mauá, Santo André e São Caetano do Sul até chegar à capital paulista. 

Em 1992, a linha foi dividida e coube a CPTM administrar os trechos Luz – Jundiaí, pela Linha 7-Rubi (antiga Linha A), e Brás – Rio Grande da Serra, pela Linha 10-Turquesa (antiga Linha D). As duas linhas também são utilizadas pelo Expresso Turístico que oferece viagens para Jundiaí e Paranapiacaba. A operação entre Rio Grande da Serra e o Porto de Santos é realizada atualmente pela MRS, que obteve a concessão para a circulação dos trens de carga.

Serviço

Exposição da Locomotiva a vapor Berkshire
Dias: de 18 a 26 de fevereiro
Horário: das 9h às 17h
Local: Estação Júlio Prestes, Linha 8-Diamante

CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

16 de fevereiro de 2017

CPTM funcionará uma hora a mais com o fim do horário de verão

Compartilhe
Neste final de semana, em razão do fim do horário de verão, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) irá operar por uma hora a mais de sábado (18/2) para domingo (19/2), quando os relógios serão atrasados em uma hora.

Com a mudança de horário, os passageiros poderão embarcar até a 1h de domingo (19) do novo horário (2h do horário antigo). No domingo, todas as estações da CPTM reabrem para o público no horário habitual, às 4h.

Para mais informações sobre a operação nas Linhas da CPTM, os usuários têm à disposição, o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) que atende 24 horas, pelo telefone 0800 055 0121 ou pelo sitewww.cptm.sp.gov.br.


CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

UNESP e CPTM lançam aplicativo sobre história da ferrovia

Compartilhe
Utilizada pelo Expresso Turístico Jundiaí e Paranapiacaba, a primeira linha de trem de São Paulo completa 150 anos

Em comemoração aos 150 anos da primeira ferrovia de São Paulo, a Unesp em parceria com a CPTM lançará no próximo final de semana, dias 18 e 19, um aplicativo de celular que contará a história ferroviária. Com o novo recurso, os passageiros do Expresso Turístico poderão consultar durante as viagens um mapa on-line, que identificará as estações e as respectivas datas de inauguração.

O aplicativo foi desenvolvido dentro do Projeto Memória Ferroviária, da Unesp (Campus de Rosana, Assis e Bauru), coordenado pelo professor Eduardo Romero de Oliveira. Para explicá-lo, o pesquisador e criador do dispositivo, Ewerton de Moraes, fará uma apresentação no Expresso Turístico Jundiaí neste sábado, dia 18, e na viagem para Paranapiacaba no domingo, dia 19.

Os amantes da história da ferrovia também terão a oportunidade de conhecer a maquete da Estrada de Ferro Santos - Jundiaí, com elementos urbanos e rurais, a Vila de Paranapiacaba e casas padrão SPR, além da primeira locomotiva da São Paulo Railway que também compõe a maquete e ficará exposta na Estação da Luz, neste sábado, das 8h às 16h.

Batizado como “SPR 150”, o aplicativo homenageia a São Paulo Railway, companhia inglesa que operava a linha Santos – Jundiaí. Em 1992, a linha foi dividida e coube a CPTM administrar os trechos Luz – Jundiaí, pela Linha 7-Rubi (antiga Linha A), e Brás – Rio Grande da Serra, pela Linha 10-Turquesa (antiga Linha D). As duas linhas também são utilizadas pelo Expresso Turístico que oferece viagens para Jundiaí, pela Linha 7, e Paranapiacaba, pela Linha 10. A operação entre Rio Grande da Serra e o Porto de Santos é realizada pela MRS, que obteve a concessão para a circulação dos trens de carga.

Para baixar o programa, é preciso ter um celular Android e acessar o link https://drive.google.com/file/d/0B5E7KbB6rUn7Y1I5eVZTdGVJLUk/view?usp=sharing ou o QR Code na imagem abaixo.


Olhares sobre os Trilhos

Quem viajar no Expresso Turístico Jundiaí neste sábado poderá aproveitar para visitar a mostra fotográfica “Olhares sobre os trilhos”, no Complexo Fepasa localizado no município. Com curadoria de João Kúlcsar, a exposição reúne 36 imagens dos fotógrafos Cristiano Mascaro, Márcio Scavone, Roberto Linsker, Marlene Bérgamo e Márcio Scavone entre outros profissionais da Cia. de Fotos. A mostra fotográfica ficará em cartaz de 17 a 24 de fevereiro. 




Serviço

Lançamento aplicativo SPR 150
Data: 18/2, sábado (Expresso Turístico Jundiaí) e 19/2, domingo (Expresso Turístico Paranapiacaba)
Embarque sábado e domingo: às 8h30 na plataforma 4 da Estação da Luz
Retorno sábado: às 16h30 na plataforma da Estação Jundiaí
Retorno domingo: às 16h30 na plataforma de Paranapiacaba
Preço: R$ 45 (ida e volta). Os descontos podem chegar até 50% na compra de 4 passagens.

Maquete: 150 anos da SPR
Data: 18 de fevereiro
Horário: das 8h às 16h
Local: Saguão principal da Estação da Luz
Grátis

Exposição Olhares sobre os Trilhos
Data: de 17 a 24 de fevereiro
Horário: de terça-feira a sexta-feira, das 9h às 17h; aos sábados, das 9h às 13h
Local: Complexo Fepasa
End. Av. União dos Ferroviários, 1760 – Jundiaí
Grátis


CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).